:: Digital

Celular da Ericsson tem acesso rápido à Internet 
(Folha Online, 2001-10-01)

Um novo celular de tecnologia 2.5G lançado pela companhia sueca Ericsson permite o acesso contínuo à Internet.O modelo R600 comporta o padrão GRPS, que se conecta à web numa velocidade de 43,2 Kbps -uma das maiores disponíveis atualmente. 

O aparelho permite que o usuário receba e envie mensagens com animações, imagens e sons. Além disso, é possível se comunicar com outros internautas em uma sessão de bate-papo pelo celular. O R600 estará disponível no mercado no último trimestre deste ano. 



Nokia e Nordea criam sistema de pagamento via celular 
(Folha Online, 2001-10-01)

A Nokia, maior fabricante mundial de telefones celulares, anunciou uma parceria com o grupo financeiro Nordea e a empresa de cartões de crédito Visa International em um projeto piloto de pagamento por meio de telefones celulares. 

O projeto, que envolve um grupo-teste de 150 pessoas vivendo na área metropolitana de Helsinque, permitirá que os clientes usem cartões de pagamento em telefones celulares. Os aparelhos são equipados com um sistema de leitura de um circuito integrado embutido no cartão. 

"A meta principal nesta iniciativa conjunta é desenvolver uma tecnologia única e funcional para as operações comerciais de telefones celulares. O projeto-piloto vai testar e verificar como o comércio eletrônico na vida real poderá ser conduzido usando telefones celulares", explicou a Nokia, em comunicado. 

Para começar, o grupo de teste poderá usar seus telefones e cartões para pagar produtos vendidos pelo supermercado finlandês online Ruoka.net e tíquetes vendidos pelo cinema Kinopalatsi. 


Guerra contra o terrorismo deve desencadear ciberataques 
(IDG Now!, 2001-10-01)

A guerra contra o terrorismo decretada pelo presidente George W. Bush deve incrementar o número de ciberataques contra as empresas americanas, que correm para corrigir vulnerabilidades em sistemas de computadores conectados à Internet. 

"Acredito que a ameaça é muito maior hoje do que era antes de 11 de setembro”, afirma Michael Vatis, diretor assistente do FBI e responsável pelo National Infrastructure Protection Center. O NIPC foi fundado em 1998 com o objetivo de investigar crimes relacionados à infra-estrutura de computadores nos Estados Unidos. 

A afirmação de Vatis se baseia em um levantamento que aponta o crescimento de ciberataques relacionados a conflitos políticos, como o que envolveu recentemente os Estados Unidos e a China, no qual um avião americano foi capturado. 

Vatis disse ao congresso americano que vários setores no país estão vulneráveis a ataques. "É possível comprometer a infra-estrutura da Internet, tornando partes da rede indisponíveis”, afirma o especialista. 

Segundo Ron Dick, gerente do NIPC, cerca de 80% das ações investigadas por seus agentes poderiam ter sido evitadas se os administradores atualizassem seus sistemas 

 

Voltar       Mais notícias       Edição atual       Edição anterior

Os textos aqui publicados são de responsabilidade de seus autores ou fontes e podem não expressar a opinião da Economiabr.net