O que os empresários esperam dos jovens
(À Tarde, 2001-10-29)

Em extensa reportagem, a revista Veja traça um perfil completo mas, com o foco voltado exclusivamente para as 100 maiores empresas brasileiras. Isso, no entanto, não significa que a análise não sirva para as demais. Pelo contrário. A visão dos grandes empresários sobre que tipo de profissional desejam contratar para suas organizações serve como espelho para as demais. O que se busca é, acima de tudo, a qualidade, algo que é perseguido por todas as empresas independentemente de seu tamanho.

E essa qualidade, necessariamente, segundo a revista, não se resume à questão meramente dos conhecimentos formais, se bem que nenhum o dispensa. “Garra”, “brilho nos olhos”, participação social, capacidade de gerenciar sua própria carreira, enfim, criatividade e diversidade são os elementos que hoje os empresários somam a uma boa base teórica na hora de escolher seus futuros profissionais.

Mas a verdade é que todo este arsenal de qualidades só será possível se quatro, cinco ou seis anos antes, o formando de hoje tiver escolhido os aspectos fundamentais da profissão que irá abraçar, desde as atividades exercidas, condições de trabalho, qualificações requeridas, recrutamento, mercado de trabalho e perspectivas, remuneração, onde estudar, carreiras relacionadas, entre outros.

Nesse mercado competitivo, estudo, pesquisa e constante aperfeiçoamento são fundamentais para ingressar numa empresa, esteja ela colocada entre as 100 ou as dez mil maiores do País. É preciso ser um especialista em sua área e, ao mesmo tempo, entender de gestão e administração, ter visão do negócio como um todo e ainda estar informado sobre os rumos da economia nacional e mundial. E foi visando esse, digamos assim, mercado, que acaba de ser lançado um guia de profissões completo, voltado exclusivamente para os jovens.

 

________________

Fazer comentário

Enviar para amigo

Imprimir a página

Os textos aqui publicados são de responsabilidade de seus autores ou fontes e podem não expressar a opinião da Economiabr.net