:: Economiabr.net - novembro de 2001 - edição n.01

Edição anteriores

:: Economia

Mercosul: a crônica de uma morte premeditada
Em direção contrária ao seu destino(um Mercado Comum), o Mercosul se limitou a realizar uma desgravação parcial das tarifas de comércio entre os países-membros sem a definição de uma política comercial comum, ou seja de um Tarifa Externa Comum minimamente coerente, e também sem políticas de qualificação e competitividade da economia regional (...) ao mesmo tempo, foi deliberadamente sabotado, por tecnocracias apátridas cuja tarefa principal sempre foi o desmonte e o sucateamento de seus países.
(Luis Fernando Novoa Garzon, 2001-11-03)

Tobin or not Tobin: Um bom começo
De passagem, a chamada "interdependência" dos mercados de câmbio, juros e dívida pública e as políticas de ajuste do FMI, em seu conjunto, liquidaram qualquer possibilidade, dos países em desenvolvimento, periféricos ou subdesenvolvidos, terem condições de implementar políticas monetárias, fiscais e de crédito autônomas. Com a sucessão de crises cambiais, bolhas especulativas, crises bancárias e crises fiscais permanentes, as políticas neoliberais aplicadas sob a guarda do FMI e do Banco Mundial, conduziram a maioria dos países à ruína financeira e ao desemprego
(Maria da Conceição Tavares*, 2001-11-04)

O Poder das Agências
A reforma do Estado brasileiro ocorreu mais por necessidade do que por convicção. O Estado desenvolvimentista, que tem seu início na década de 30 com a chegada de Vargas ao poder, durou com pequenos sobressaltos até o final da década de 80. Neste modelo, o Estado financiava seu próprio desenvolvimento. Hoje, o Brasil vem abandonando um modelo excessivamente interventor, dirigindo-se para um modelo regulador.
(Márcio C. Coimbra, 2001-11-05)

Nova debate sobre a quebra de patentes de remédios
Quando o governo americano quis estocar o antibiótico Cipro para tratar vítimas do antraz, o secretário de Saúde, Tommy Thompson, convenceu a Bayer, a dona da patente, a reduzir o preço da droga ameaçando comprar genéricos. Apesar disso, o governo Bush quer impedir os países pobres atingidos pela epidemia de Aids de fazer o mesmo.
(The New York Times, 2001-11-02)

Bird: só remoção de barreiras e abertura do comércio podem pôr fim à crise mundialNo relatório Perspectivas da Economia Global e os Países em Desenvolvimento, o Bird afirma que os atentados terroristas nos EUA "puseram um freio nos motores da economia mundial, que já estavam dando sinais de fraqueza" e que a região mais afetada pela redução do comércio mundial é a América Latina. 

:: Digital

O Sistema de Pagamentos Brasileiro e os negócios na Internet
Qual a relação entre esses dois assuntos? Sob uma ótica superficial, nenhuma, mas uma análise um pouco mais rigorosa é capaz de estabelecer uma forte ligação entre eles. E quais serão os impactos da reformulação do Sistema de Pagamentos Brasileiro para os negócios na WEB?
(Andre Ferrari de Aquino, 2001-11-04)

Weblogs  tomam conta da Internet
A Internet que até um ano atrás era um veículo de produção das maiores riquezas do mundo, transformou-se em um meio de auto-expressão, em sua mais pura forma. Ao invés de apenas escrever em diários, ou pintar quadros, alguns internautas usam a rede para expressar suas experiências de vida em páginas pessoais.
(Info Exame, 2001-11-02)

Ciência, Tecnologia e Inovação: Desafio para a Sociedade Brasileira, diz MCT
O Brasil precisa dar um salto tecnológico à maneira dos Tigres Asiáticos se quiser tomar o rumo dos países desenvolvidos ainda nesta década. Mas, para isso, deverá antes reverter a situação do ensino fundamental e atrair os investimentos do empresariado para ciência e tecnologia.
(Folha de S. Paulo, 2001-11-02)

Pesquisa aborda a importância da Internet para os brasileiros
De acordo com a prévia da quarta edição da pesquisa Cyberstudy, divulgada pela AOL Brasil, os brasileiros são os que mais utilizam serviços bancários on-line (49% dos entrevistados), seguidos dos norte-americanos (29%) e japoneses (14%). O estudo também mostrou que 41% dos internautas ouvidos utilizam a Internet há um período que varia de um a três anos, enquanto 36% deles navegam há mais de três anos. 
(AOL Brasil, 2001-11-02)

Terrorismo leva a aumento na comunicação pela Internet 
O medo de enviar executivos em viagens de negócio tanto por razões de segurança quanto por corte de gastos tem levado as companhias a investir cada vez mais em produtos de vídeo pela Internet. Desde os atentados contra os Estados Unidos, tecnologias como a videoconferência têm sido amplamente usadas pelas empresas. 
( Folha, 2001-11-02)


:: Mundo

IRA e Paz
Apesar de alguns analistas europeus acreditarem que o confronto está controlado no curto prazo, mas que o IRA tentará a reunificação das duas Irlandas, o que pode causar um ressurgimento de confrontos, do outro lado, o grupo irlandês tem a grande chance de se livrar da acusação de ser uma organização sectária, nacionalista e antiprotestante
(Márcio C. Coimbra, 2001-11-02)

Antraz e desemprego fazem confiança desabar nos EUA
Índice despencou 12% em outubro e atingiu o nível mais baixo desde 1994; também aumentou o número de pessoas que acreditam no aumento do desemprego e na piora do cenário econômico
(Invertia, 2001-11-04)

Desemprego bate novo recorde no Japão: 5,3% em setembro 
O desemprego no Japão alcançou 5,3% em setembro, em mais um recorde de alta. A perspectiva de recuperação do mercado de trabalho é muito pequena, segundo um representante do gabinete do primeiro-ministro Junichiro Koizumi, que previu que a economia japonesa deve passar por uma recessão nos próximos dois anos
(Folha, 2001-11-03)

:: Trabalho

As oportunidades para quem se preparar
Os economistas poderiam atuar muito mais na área de elaboração e análise de projetos, da mesma forma que contadores, engenheiros, agrônomos e administradores - mas não procuram especialização. Outro campo bastante fértil é a consultoria em comércio exterior, onde há um diferencial teórico de economia, de macro-economia, planejamento e administração para profissionais com habilitação no setor.
(Jornal do Economista, 2001-11-02)