»  Sua Carreira

Como investir nesta empresa chamada você 
(Raul Rosenthal, 2002-02-25)

É característica do ser humano espelhar-se em pessoas que admiram, e não há nada errado nisso. Não é diferente no cotidiano dos negócios e do trabalho. Normalmente nos baseamos em executivos e empreendedores bem sucedidos. Admiramos suas qualidades e habilidades positivas, suas formas de sucesso. Acompanhamos suas carreiras e como se posicionam no mercado.Grande parte destas características pessoais, atitudes e forma de pensar dos profissionais que tanto admiramos foi desenvolvida no decorrer do tempo. São replicáveis, portanto, e passíveis de ajustes às nossas próprias características e necessidades. 

Analise os seus modelos, seus líderes, seus competidores, pessoas de sucesso. E avalie o que os faz brilharem e serem bem sucedidos. Verifique os fatores comuns. Alguns nós mesmos podemos replicar, outros não. Seja seletivo e justo consigo mesmo. 

É comum às pessoas, dentro de seus ambientes de trabalho, terem clareza na direção a seguir. São objetivas, comunicativas, trabalham em equipe, planejam e executam com perfeição suas tarefas. Mas, certamente, a grande maioria das pessoas não tem a mesma atitude com relação a planejar e investir em sua própria carreira profissional. 

Antes de qualquer alteração de curso em nossa carreira profissional, temos que estar conscientemente preparados para a mudança. Ainda mais para uma mudança como a que estamos aqui abordando por se tratar de uma opção de vida. Isto requer uma enorme coragem, pois, erroneamente, a maioria repele as mudanças. Mudar constantemente talvez seja a melhor opção de crescimento pessoal. Muita gente se orgulha de ter passado uma vida inteira sem nenhuma grande mudança, enquanto a sabia natureza muda radicalmente quatro vezes ao ano: primavera, verão, outono e inverno. 

A primeira coisa a se fazer, neste processo de investimento pessoal, é desenvolver uma marca própria. Ou seja: você. Seja diferente com substância. Você é capaz de definir porque pode ter sucesso? No que sua marca difere das demais? Qual o seu valor agregado? Onde você é mais útil, eficiente e produtivo? Resumindo, você é o produto. E a metodologia a ser adotada assemelha-se a qualquer novo produto colocado no mercado. Ponha-se do lado do consumidor e trace um plano para seu novo produto - você. 

O segundo passo é simples, está dentro de você, mas tem de ser exercitado. Atende pelo nome de paixão. Persiga seus objetivos com entusiasmo e determinação. Só assim você aumentará suas possibilidades de sucesso. Paixão e determinação exigem muita coragem que por sua vez contém genialidade, poder e magia. Nada mais gratificante que a sensação de poder transpor uma barreira a princípio intransponível, a sensação de ter expandido e conquistado novos espaços. Faça, faça, faça, não desista nunca. "Não sabendo que era impossível, ele foi lá e fez." 

O mais importante de todo este processo é que ele seja feito dentro dos princípios básicos de moral, ética e integridade. Que esta mudança não violente o Eu de cada um nós e, acima de tudo, que nos traga prazer e alegria. 

No frigir dos ovos, estas pessoas que tanto admiramos como executivos empreendedores são tão gentes quanto nós. E, no altar de nossa intimidade, todos temos marcas próprias de altíssima qualidade, que devem ser constantemente cultivadas. Mas também temos algumas que devem ser desprezadas. Saber combinar as nossas qualidades positivas com as qualidades que nos sentimos confortáveis em copiar é um ato de mudança e crescimento. Que exige uma estratégia própria e uma forte dose de determinação. 

A vida é um paradoxo. Copie, mas, acima de tudo, seja você mesmo. 

________________
Raul Rosenthal é Ph.D. pela Universidade de Birmingham, Inglaterra, professor dos cursos de MBA da FEA/USP e presidente da consultoria M2 Participações.

Enviar para amigo

Fazer comentário

Imprimir a página

Os textos aqui publicados são de responsabilidade de seus autores ou fontes e podem não expressar a opinião da Economiabr.net