Edição: Junho/2002 - n.01

Edição anteriores

:: Economia

A política como vontade da impotência
No Brasil, a globalização neoliberal jamais conseguiu disfarçar sua verdadeira face: uma guerra sem trégua pela monopolização dos mercados residuais, pela expansão do comércio intra-firma e pela ampliação da rentabilidade dos investimentos externos. Guerra declarada dos ricos contra os pobres, e da plutocracia contra a democracia. 
(Luis Fernando Novoa Garzon, 2002-06-22)

Pra quê mudar, mudar pra quê?
No mercado norte-americano do século dezenove, fabricar velas era um bom negócio. A demanda estava aquecida, mas tinha pavio curto. Logo Thomas Edison daria à luz uma vela cujo pavio não apagava com o vento. Tão revolucionária que tiraria da vela tradicional a sua fatia do mercado de iluminação. Esta acabaria sem a fatia, mas com o bolo. Só que de aniversário.
(Mário persona, 2002-06-22)

 

:: Digital

 

:: Trabalho

Economistas ou técnicos em economia?
Adaptar o curso de economia para quatro anos é deixar de pensar a longo prazo, é cuspir no mercado de trabalho profissionais que sabem fazer, mas não sabem pensar. Cabe a nós analisar se o papel das IES continua a ser a busca do conhecimento científico ou uma simples instituição que serve para fabricar diplomas como pré-requisito para a empregabilidade
(Lilian Lopes Ribeiro, 2002-06-22)

 

 

 

a