Edição: Agosto/2002 - n.01

Edição anteriores

:: Economia

Os fatos versus discurso imbecil e dominante
Com uma carga tributária que chega a sugar da economia 60% de seu faturamento, os intelectuais tupiniquins vem falar em (neo) liberalismo. (Neo) liberalismo, como culpado pelo mal-social brasileiro.
(Lucas Mendes, 2002-08-01)

Keynes e o Déficit Público
O déficit público nos Estados Unidos, país mais influenciado pelo Keynesianismo se analisado dentro de um contexto histórico nos mostra, uma ligação direta entre déficits federais e guerras. A dívida do governo com relação ao tamanho do PNB, ficou próximo a zero em 1830, chegando até o recorde histórico de 129% do PNB em 1946, não por coincidência o ano em que o Keynesianismo estava no centro do debate econômico internacional. 
(Alan Henriques, 2002-08-01)

As dificuldades fiscais para 2003
O novo presidente encontrará muitas dificuldades para governar caso não encontre alternativas para o enorme buraco que será criado nas contas públicas. Um desfalque do tamanho de R$ 17 bilhões na arrecadação de 2003, só com a redução da alíquota da CPMF (imposto sobre cheque), que cai dos 0,38% atuais para 0,08%. 
(Fernando Gomiero, 2002-08-03)

:: Digital

Americanos procuram trabalho na Internet
De acordo com um estudo da Pew Internet & American Life Project, mais de 50 milhões de americanos já utilizou a Internet para pesquisar emprego. Aliás, procurar trabalho on-line é já uma prática corrente entre os americanos daí que não seja de estranhar a proliferação de sites de emprego.
(Pew Internet & American Life Project, 2002-08-04)

Utilizadores mostram desinteresse pelo acesso wireless. 
Em relação ao ano passado, verifica-se um decréscimo de 17% na taxa de utilizadores interessados no acesso wireless á Internet.
(PC World, 2002-08-04)

China torna-se 2o maior mercado mundial para Web e computadores 
A China superou o Japão em julho e se tornou a segunda mais ativa dentre as audiências mundiais da Internet e seu mercado de computadores pessoais deve ultrapassar o japonês ainda este ano, de acordo com diversas fontes setoriais.
(Reuters, 2002-08-03)

:: Trabalho

Pesquisa revela os valores que norteiam o pensamento dos jovens
O País deve mudar, segundo os jovens. A maioria, porém, não acredita que as mudanças virão pelas mãos dos partidos políticos, nem de instituições como igrejas, sindicatos e Forças Armadas. Os fatores que podem levar a transformações são, nesta ordem: a conscientização dos indíviduos a respeito dos problemas; a organização dos cidadãos em associações; e a ação de instituições científicas e de ensino. 
(Observatório de Políticas Culturais USP, 2002-08-02)

 

 

a