Edição: Outubro de 2002 - edição n.02

Edição anteriores

Países em concordata: A infâmia da globalização neoliberal
Para o capitalismo, ainda com maior razão na época do neoliberalismo, é insuportável aceitar a possibilidade de que um país em vias de desenvolvimento possa declarar a moratória da dívida externa, ou a impossibilidade de pagá-la, devido à fragilidade das suas finanças ou das suas possibilidades econômicas - originada precisamente nos compromissos usurários impostos, adquiridos junto aos organismos de crédito internacional. 
( Carlos A. Lozano Guillen, 2002-10-21)

Sustentabilidade no século XXI
Durante o século XXI parece inevitável o fim do petróleo (petroleum crunch) . O mundo não pode consumir 28 mil milhões de barris de petróleo bruto por ano e ilusoriamente esperar que este continue a ser 'sustentável'. Com reservas de petróleo estimadas em cerca de 1000 mil milhões de barris, é claro que dentro destas próximas décadas a oferta inevitavelmente deixará de cobrir a procura, na medida em que as reservas de petróleo gradualmente secarem.
( A. M. Samsam Bakhtiari, 2002-10-25)

Os caminhos brasileiros na eleição presidencial de 2002: superação ou aprofundamento da dependência?
Ignorar o passado expõe com freqüência ao risco de repeti-lo. Um fato que tem passado desapercebido na campanha eleitoral deste ano diz respeito a um tema que foi arduamente debatido na década de 1960: a teoria da dependência. O livro de Theotônio dos Santos (2000), "A teoria da dependência", resume as divergências ocorridas desde então.
(Rodrigo Medeiros, 2002-10-25)

Cidadania além do voto. Se o governo não faz o que você quer, o que você faz?
Se você gostaria realmente de mudar o Brasil para melhor, que tal dar uma contribuição real? Ao invés de ficar sentado esperando que os outros cuidem da sua vida, assuma o controle e lute pelos seus direitos. Exercite a sua cidadania diariamente.
(Sergio Buaiz, 2002-10-25)



 

a